top of page
  • sitetecnoshowcomig

Feira Tecnoshow: Rumo destaca relevância do novo corredor logístico da Ferrovia Norte-Sul

Empresa detalha avanço do setor ferroviário no Centro-Oeste e os R$ 4 bilhões investidos em obras, terminais e material rodante que tornaram a ferrovia 100% operacional

 


Rio Verde, GO - Comprometida com o desenvolvimento econômico e social do estado de Goiás, a Rumo, maior concessionária de ferrovias do País, participa pelo terceiro ano consecutivo da Tecnoshow Comigo, um dos maiores eventos de tecnologia e agronegócio do Brasil, que acontece entre os dias 8 a 12 de abril, em Rio Verde (GO). Durante a feira, a empresa apresentará em seu estande os planos de expansão a partir da Ferrovia Norte-Sul e o crescimento operacional do setor ferroviário no Centro-Oeste do Brasil.

 

Sob concessão da Rumo até 2049, os trilhos da Malha Central (Ferrovia Norte-Sul) unem Goiás aos estados de Tocantins, Minas Gerais e São Paulo. Ao se conectar à Malha Paulista, a ferrovia forma um corredor até o Porto de Santos (SP), o principal hub portuário da América do Sul e que concentra a exportação de commodities agrícolas para o mundo. Desde que assumiu a concessão arrematada em leilão em 2019, a Rumo executou uma série de obras na infraestrutura ferroviária, totalizando R$ 4 bilhões em obras, terminais e material rodante que tornaram a ferrovia 100% operacional.

 

Durante esses cinco anos de robustos investimentos, a empresa acompanhou o “boom econômico” do município de Rio Verde, reconhecido como um importante centro agropecuário, sendo o maior exportador do Estado de Goiás e o segundo maior produtor de soja do país. Somente em 2023, a Rumo movimentou mais de 6 milhões de toneladas de grãos por ferrovias a partir do terminal goiano.

 

2024 promissor

 

Conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), as exportações de Goiás cresceram 13,8% em valor de janeiro para fevereiro deste ano, alcançando US$ 665 milhões. Com o desempenho, Goiás passou da 12ª para a 10ª posição entre os Estados que mais exportaram no período. Os derivados de soja lideraram o ranking 47,05% (US$ 313 milhões) e com Rio Verde ocupando o topo da lista como maior exportador. O principal destino é a China, seguido por Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Vietnã, Países Baixos (Holanda); Indonésia; Emirados Árabes Unidos; Coreia do Sul e Polônia.

 

“Estamos operando no estado desde 2021, e ao longo desse tempo temos desempenhado um papel fundamental na região, não só como uma empresa que gera empregos, mas também como um agente impulsionador da integração logística e do desenvolvimento socioeconômico local e regional”, afirma o vice-presidente Comercial da Rumo, Eudis Furtado.

 

O terminal multimodal da Rumo em Rio Verde opera 24 horas por dia e 7 dias por semana. A estrutura conta com acessos rodoviários e infraestrutura ferroviária, além de armazéns, silos, moegas e estruturas de recebimento rodoviário e carregamento ferroviário com o mais moderno sistema de automação.  “É uma unidade destinada para atender o mercado de grãos (soja, milho e farelo de soja), com uma capacidade projetada de 11 milhões de toneladas por ano, para atender todo o estado de Goiás e o leste do Mato Grosso”, destaca Eudis.

 

O terminal é eficiente desde o recebimento rodoviário até a expedição ferroviária, com capacidade de carregar um trem de 120 vagões em menos de 8 horas. Atualmente, o terminal carrega em média 2 trens por dia que saem em direção ao Porto de Santos.

 

Novo terminal em Tocantins

 

Nos próximos meses, a Rumo em parceria com a CHS Agronegócio do Brasil iniciará as operações de um novo terminal multimodal de armazenagem e transbordo de grãos, localizado em Alvorada (TO). O projeto contempla a transformação do atual armazém de transbordo rodoviário cuja capacidade estática é de 75 mil toneladas de grãos. O local está devidamente equipado com uma estrutura para secagem e padronização, incluindo descarga de caminhões por meio de tombadores. A partir da parceria, será inaugurada uma pera e tulha ferroviária, permitindo a conexão com o modal ferroviário.

Com vocação inicial para o transporte de soja e milho, e futuramente farelo, este é o primeiro terminal a marcar a expansão da Rumo em Tocantins após a conclusão das obras da ferrovia. Além disso, o município é considerado o principal ponto de carga e descarga de grãos da região Sul do estado e tem ótimas condições para receber os fluxos do oeste da Bahia e do leste de Mato Grosso.

 

Eficiência de ponta a ponta - futuro do Porto de Santos


Além dos recursos aplicados na capacidade da malha ferroviária, a Rumo também está liderando importantes investimentos na infraestrutura ferroviária de acesso aos terminais e trabalha junto com parceiros para induzir novos aumentos de capacidade no Porto de Santos. Nesse momento, a Cofco está construindo o STS 11, leilão que terá capacidade anual para movimentar 14 milhões de toneladas de granéis vegetais.   No último mês de março, a Rumo também anunciou o acordo com a DP World para a construção de um novo terminal portuário para movimentação de grãos e fertilizantes. A estrutura que será construída na margem esquerda do canal do Porto, terá capacidade para movimentação de até 12,5 milhões de toneladas anuais, sendo 9 milhões de toneladas de grãos e 3,5 milhões de toneladas de fertilizantes.

O Porto de Santos exportou aproximadamente 62 milhões de toneladas de soja, milho e farelo de soja em 2023, montante quase 10 milhões de toneladas maior do que o exportado em 2022. As projeções de mercado apontam para um potencial de demanda que pode ser o dobro da atual em um horizonte de 10 anos.  A integração de todos esses investimentos tanto no modal ferroviário quanto na estrutura portuária são essenciais para elevar os patamares de movimentação e importância do Porto para a balança comercial do Brasil.

 

Ações sociais

 

Além de seu compromisso com o desenvolvimento econômico, a Rumo também se dedica a iniciativas sociais no estado, como o programa "Juntos pelo Araguaia", uma parceria com o governo de Goiás para revitalizar a Bacia Hidrográfica do Alto Rio Araguaia. Ao longo de três anos, a empresa trabalhará para recuperar 50 hectares de vegetação nativa do cerrado, plantando 83 mil mudas ao redor do Araguaia. Além disso, serão realizadas ações de educação ambiental nas escolas locais, impactando positivamente cerca de 15 mil pessoas.

 

Sobre a Rumo

 

A Rumo é a maior operadora privada de ferrovias de carga do país e oferece uma solução logística segura, competitiva e de baixo carbono para suportar o crescimento do agronegócio brasileiro. Cruzamos o Brasil de Norte a Sul, administramos cerca de 14 mil quilômetros de ferrovias nos estados de Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás e Tocantins. A base de ativos é formada por 1.400 locomotivas e 35 mil vagões. São mais de 8 mil colaboradores em todo o Brasil, 9 terminais de transbordo ao longo da malha e 6 terminais portuários nos principais portos brasileiros. Em 2023, nos tornamos a única empresa brasileira do setor de logística a compor o índice internacional Dow Jones de Sustentabilidade, além de compor pelo terceiro ano consecutivo a carteira do ISE B3, a principal referência no país em reconhecer companhias com as melhores práticas de sustentabilidade.


Atendimento à Imprensa

Loures.

Evely Leão: + 55 (11) 9 7774-5596

Mariana N. Marciano: + 55 (19) 9 8116-1988

65 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page