Foto
12 jun

Terra Santa vê lucro 475% maior em 2018, com impulso do algodão

Conforme balanço divulgado na noite de quinta-feira, a empresa, cujo foco está na produção de soja, milho e algodão, registrou Ebitda ajustado de 25,9 milhões de reais entre outubro e dezembro A produtora de commodities agrícolas Terra Santa Agro reportou lucro líquido de 10,8 milhões de reais no quarto trimestre de 2018, queda de 60 por cento na comparação anual, mas viu o ganho no fechado do ano saltar 475 por cento, a 42,2 milhões de reais, com impulso da cultura de algodão. Conforme balanço divulgado na noite de quinta-feira, a empresa, cujo foco está na produção de soja,

VER NOTÍCIA
Foto
10 jun

ECONOMIA: PIB brasileiro cresceu 0,3% de dezembro para janeiro, mostra FGV

De acordo com o Monitor do PIB, da FGV, o Produto Interno Bruto cresceu 0,3% de dezembro de 2018 para janeiro deste ano. O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, começou o ano em alta, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). De acordo com o Monitor do PIB, da FGV, o Produto Interno Bruto cresceu 0,3% de dezembro de 2018 para janeiro deste ano. Comparação - Na comparação com janeiro de 2018, a alta chegou a 1,1%. Também houve crescimentos de 0,2% no trimestre encerrado em janeiro, na comparação com o trimestre encerrado em

VER NOTÍCIA
Foto
29 mai

Abate de suínos aumenta 61% em 11 anos, afirma IBGE

Gestão profissional e queda de mitos desabonadores no setor elevam consumo O abate de suínos aumentou 61% de 2007 a 2018 no Brasil, uma aceleração bem mais forte do que a das demais proteínas. O frango teve alta de 30%, e o boi, de 4%, no mesmo período. É uma atividade que se consolida no Brasil. A carne suína cai cada vez mais no gosto dos brasileiros, e as oportunidades de exportação crescem ano a ano. Tudo isso devido a um processo de gestão e de aplicação de novos conhecimentos no setor, segundo Jurandir Machado, analista da 7Fluir Consultores e especialista em suinocultura.

VER NOTÍCIA
Foto
20 mai

Livre da Aftosa: Goiás prepara retirada da vacinação em 2021

Proposta foi lançada pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) durante encontro dia 11 de maio passado, na Fazenda Mundango, em Alexânia (GO). De acordo com as instituições, há 11 anos não há registro de ocorrência de febre aftosa no Brasil, e o país é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês) como zona livre da doença com vacinação desde 2000. Goiás se prepara, juntamente com as demais regiões brasileiras, para alcançar status que assegura a ausência

VER NOTÍCIA