top of page
  • sitetecnoshowcomig

Trigos da Embrapa na Tecnoshow Comigo

Durante a programação, o trigo será tema de palestra no dia 09/04, às 9h, no auditório 4



A Embrapa vai apresentar duas cultivares de trigo na vitrine de tecnologias preparada na Tecnoshow Comigo, que acontece de 8 a 12 de abril, em Rio Verde, GO. O cultivo de trigo em ambiente tropical já está presente em sete estados brasileiros. O chamado “trigo tropical”, cultivado tanto no bioma de Cerrado quanto em Mata Atlântica, contabiliza mais de 430 mil hectares com cultivos nos estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, São Paulo e no Distrito Federal. Os trabalhos voltados à geração de tecnologias e à transferência de conhecimentos garantiram o crescimento de 110% na área e de 131,5% na produção de trigo tropical nos últimos seis anos (CONAB 2018-2023). 

 

Apesar do crescimento acelerado nos últimos anos, a área com trigo em ambiente tropical ainda representa apenas 12,5% do potencial. Segundo estudos da Embrapa Territorial, a área propícia ao cultivo é estimada em 4 milhões de hectares, sendo 1,5 milhões disponíveis para o cultivo irrigado e 2,5 milhões para cultivo de sequeiro. “Com o domínio dos sistemas de produção e um avanço da genética para o trigo tropical, acreditamos que a cultura possa crescer ainda mais nos próximos anos, passando de cultura secundária para importante fonte de geração de renda e diversificação de lavouras para o produtor no Brasil Central, da mesma forma como acontece com o cultivo do trigo na Região Sul”, considera o analista de transferência da Embrapa Trigo, Bruno Lemos. 

 

Durante a programação da feira, o trigo também será tema de palestra no dia 09/04, às 9h, no auditório 4. O pesquisador Gilberto Cunha vai falar sobre “O trigo tropical na autossuficiência nacional”. Na vitrine de tecnologias da Embrapa na Tecnoshow Comigo estarão a campo duas cultivares de trigo: BRS 264 e BRS 404.  

 

BRS 264 - Cultivar com ciclo super precoce, espigamento em 55 dias e maturação em 110 dias, que permite diminuir os custos de produção e minimizar impactos ao ambiente através da redução na utilização de água e energia elétrica da irrigação. Indicada também para cultivo em sequeiro em Minas Gerais, nos municípios com semeadura em abril, conforme ZARC. É a cultivar preferida pela indústria moageira pela estabilidade de rendimento e qualidade de farinha. Com indicação de cultivo para os estados de BA, DF, GO, MG, MT, MS e SP. 

BRS 404 - Alternativa para o cultivo de trigo de sequeiro, apresenta ciclo precoce, classe comercial pão e estabilidade na produção de farinha. A BRS 404 foi a primeira cultivar a apresentar maior tolerância à brusone, além de rendimento superior de grãos em anos de restrição hídrica. É adaptada para cultivo de sequeiro nos estados de BA, DF, GO, MG, MS, MT e SP.   

 

Joseani M. Antunes (MTb 9396/RS) / trigo.imprensa@embrapa.br 

Telefone: (54) 3316-5860 

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page