top of page
  • sitetecnoshowcomig

Tecnoshow Comigo comemora R$ 11,1 bilhões em comercialização na edição que celebra 20 anos da feira

Vigésima edição foi marcada por incertezas a respeito do acesso a crédito por parte do governo federal, mas produtores apostaram nos investimentos em tecnologias superando o valor comercializado no ano passado, quando a Tecnoshow movimentou R$ 10,6 bilhões



Fechando com chave de ouro a edição comemorativa dos 20 anos da Tecnoshow Comigo, o presidente do Conselho Administrativo da Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (COMIGO), Antonio Chavaglia, anunciou, nesta sexta-feira, 31 de março, novo recorde de visitantes, com 138 mil pessoas, e de comercialização durante os cinco dias de feira, que totalizou R$ 11,1 bilhões em volume de negócios. O número alcança uma diversidade de máquinas, implementos, genética animal, veículos e outros produtos, além de insumos comercializados, tanto para a agricultura, quanto para a pecuária, que foram trazidos por 650 expositores alocados no Centro Tecnológico COMIGO (CTC), sede do evento. Hoje, a Tecnoshow Comigo está entre as três maiores feiras de tecnologia rural do País e é a maior do Centro-Oeste.


“Tivemos na Tecnoshow empresas trazendo tecnologias diversas, novas moléculas. E mesmo com nossa preocupação com o momento econômico que atravessamos, com preço decrescente das commodities, carros e caminhões com preços em queda, mas com as máquinas caindo muito pouco. Nossa preocupação era se os empresários conseguiriam fazer negócios na feira”, disse Chavaglia. “Tínhamos receio de não atingir um bom resultado. No entanto, houve muitas mesas de negociações, alguns financiamentos próprios, somando investimentos que totalizaram R$ 11,1 bilhões. Consideramos fantástico esse resultado!”, celebrou.


A data da próxima Tecnoshow Comigo também foi anunciada e será de 8 a 12 de abril de 2024. A cada ano a feira se renova e investe em infraestrutura. Em 2023, a COMIGO promoveu uma série de investimentos no espaço do CTC – onde o evento é realizado em uma área de 65 hectares -, com expansão do estacionamento, melhorias em restaurantes e áreas de descanso, novo plantio de grama em cerca de 7 mil metros quadrados, com ampliação da rede elétrica e hidráulica e ampliação da área de desembarque para comportar as grandes máquinas comercializadas na Tecnoshow Comigo. “Queremos que na edição de 2024 tenhamos novas empresas com novas tecnologias para os nossos visitantes. E da nossa parte, temos a expectativa de uma promessa do Governo do Estado de duplicar a pista à frente do CTC, com a construção de duas rotatórias para a entrada e a saída de veículos. O projeto foi entregue para a Goinfra e nossa expectativa é de que sejamos atendidos no próximo ano”, acrescentou.


Rio Verde no foco das atenções

Durante a coletiva de imprensa de balanço, foram apresentados dados que mostram o impacto da feira em Rio Verde, transformando a realidade do município, tanto pela geração de empregos, quanto pela economia movimentada na região. O secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo de Rio Verde, Denimárcio Borges de Oliveira, destacou a criação de empregos, sobretudo na rede hoteleira e de serviços, durante os cinco dias de realização da feira. “O impacto acontece em todo o município. Só no aeroporto, há um aumento de 4,5% no fluxo de aeronaves. Considerando a geração de empregos, são 12.800 empregos diretos e indiretos gerados e um aumento na arrecadação de 9%, com 100% da rede hoteleira ocupada e R$ 92 milhões de impacto no comércio local”, frisou.


Chavaglia reforçou que Rio Verde é beneficiada pela movimentação que a feira gera no município, mas que essa economia também reforça a movimentação em cidades próximas, como Jataí, Santa Helena de Goiás, Acreúna, Montividiu, entre outras. “Recebemos em Rio Verde, na nossa Tecnoshow Comigo, empresários, sociedade e até embaixadores que ficaram gratificados com o que viram aqui. Nosso agradecimento pela presença de todos”, completou.


Capital simbólica

A Tecnoshow Comigo e Rio Verde, por consequência, se tornaram sede simbólica da capital durante os cinco dias de realização da feira, com a transferência dos três poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário – instalados na área do CTC.


O governador Ronaldo Caiado, que esteve presente na feira na solenidade de abertura, no dia 27 de março, enfatizou a importância do cooperativismo e de iniciativas como a Tecnoshow para a difusão de conhecimento e, consequentemente, aprimoramento da prática produtiva rural. “Dizer da emoção que nos toma ao assistirmos Goiás sendo referência nacional na ação de cooperativismo e a mobilização que foi feita, sem dúvida alguma tem a competência e a capacidade de Antonio Chavaglia em mostrar que o cooperativismo é o melhor caminho para que a gente possa superar as dificuldades para implantar tecnologias, trazer a renda para o campo e ao mesmo tempo também a qualificação dos nossos produtores rurais”, frisou.


Representando o poder legislativo, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), Bruno Peixoto, ressaltou o trabalho conjunto ao Governo de Goiás para destravar amarras que ainda travam o setor. “Hoje, boa parte das licenças ambientais em Goiás são emitidas em 48 horas e, em breve, não apenas para o pequeno e médio produtor, mas todos os produtores do Estado terão a agilidade de ter a licença em, no máximo, 48 horas. São ações assim que vão contribuir de maneira significativa”, exemplificou.


Já a juíza da Comarca de Rio Verde, Lília Maria de Sousa, que na solenidade representou o desembargador Carlos Alberto França, presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, e o poder judiciário goiano, disse que a feira revela a força da região, fruto de pessoas comprometidas com a tecnologia e desenvolvimento. “A Tecnoshow Comigo coloca a cidade em evidência no cenário nacional.” Ela ainda reafirmou o compromisso do judiciário goiano com o Estado.


A solenidade de abertura e transferência da capital também reuniu representantes do Legislativo nacional e estadual. Estiveram presentes o senador da República, Wilder Morais; a deputada federal Marussa Boldrin, representando a bancada goiana na Câmara Federal; e representando a Alego, além do presidente, os deputados estaduais Karlos Cabral (presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Alego) e Lucas do Vale (presidente da Frente Parlamentar da Agricultura e da Pecuária da Alego), além de outros deputados, vice-governador Daniel Vilela e outras autoridades. O destaque também foi a participação na Tecnoshow deste ano de representantes de 14 embaixadas dos seguintes países: Azerbaijão, Botsuana, Cabo Verde, Coreia do Sul, Cuba, Hungria, Indonésia, Irã, Malawi, Singapura, Suíça, Trinidad Tobago, Turquia e Quênia.


Difusão de Tecnologias e acesso a conhecimento

Destaque em todas as edições realizadas da Tecnoshow Comigo, nos últimos 20 anos, a difusão de conhecimento por meio da programação de palestras também teve espaço importante em 2023. Foram mais de 100 palestras realizadas nos três espaços destinados a esse fim pela COMIGO (auditórios 1, 2 e Sede de Pesquisa CTC), além de outras áreas destinadas a palestras e rodas de conversa, organizadas por expositores como Embrapa, Sistema Faeg/Senar e Sebrae Goiás, Governo de Goiás, Prefeitura de Rio Verde, entre outros.


As maiores palestras foram concentradas no Auditório 1, com capacidade para 700 pessoas, trazendo grandes debates para os holofotes da Tecnoshow Comigo. Passaram por lá, nesta vigésima edição da feira, importantes nomes e especialistas como jornalista Kellen Severo (tema: cenário econômico), Antonio Luiz Fancelli (manejo fisiológico e nutricional da soja), Rodrigo Albuquerque (evolução da pecuária), Carmen Perez (bem-estar animal), Etori Baroni (cenário de preços), Alessandra e Fábio Nishimura (sucessão familiar) e Camila Telles (jovens no agro).


Diversidade de expositores e recorde de visitantes

Toda essa programação e destaques obtidos pela Tecnoshow Comigo fazem também com que o número de expositores e de visitantes cresça ano após ano. Em 2002, quando a COMIGO iniciou as primeiras ações de difusão de tecnologia, foram 50 expositores e público de 4 mil pessoas. Neste ano, em sua vigésima edição, o CTC recebeu 650 expositores (número aumentou em relação ao ano passado, quando foram 620) e um público visitante de 138 mil pessoas. “Deixamos nossa gratidão aos expositores, ao público e a Deus que nos permitiu realizar essa feira e conseguirmos alcançar esses números.”, comemorou Antonio Chavaglia.


Ele também destacou a diversidade entre os expositores, atendendo culturas diversas, desde os grãos, como a soja, milho, sorgo, algodão e girassol, até pastagens, culturas para alimentação animal, cana-de-açúcar, biodiesel, entre outros. Além disso, na parte destinada à exposição de animais, foram cerca de mil animais expostos, incluindo bovinos, equinos, muares, ovinos e peixes, além de expositores com foco em genética animal, insumos, serviços e dinâmicas de pecuária realizadas.


A feira também teve espaço para a exposição de empresas ligadas à logística, transporte e armazenamento, bem como de serviços, energia solar e irrigação. Abrigou ainda uma diversidade de startups e grandes empresas de tecnologia, oferecendo soluções aplicadas e novos dispositivos, ligados a tecnologias como Inteligência Artificial (IA), Internet das Coisas (IoT), 5G e Big Data, drones e robôs, realidade virtual e aumentada, entre outras.


Instituições ligadas ao agro também garantiram espaço como expositores na feira, a exemplo da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Goiás (Aprosoja-GO), Sistema Faeg/Senar e Sebrae Goiás, Senai Goiás, Prefeitura de Rio Verde e Governo de Goiás. Ainda, completando a variedade de tecnologias apresentadas estiveram presentes centros de pesquisa e tecnologia, como o próprio Centro Tecnológico COMIGO (CTC), Instituto Federal Goiano (IF Goiano), Universidade de Rio Verde (UniRV), Embrapa, Emater, entre outras, demonstrando in loco, seja nos estandes, seja nas áreas de experimentos (plots agrícolas) soluções provenientes da pesquisa científica, tecnológica e de inovação voltadas para o agro.


Ações sustentáveis e preocupação com o futuro

A preocupação com o meio ambiente, de maneira a promover práticas sustentáveis, permeou a feira tanto em palestras direcionadas ao público visitante, incluindo debates sobre manejo correto, boas práticas, mudanças climáticas etc., quanto em ações da própria Tecnoshow Comigo para diminuir os impactos da feira e gerar consciência ambiental nos visitantes.


Uma das novidades da Tecnoshow Comigo 2023 foi o lançamento do Protocolo Emissão de Gases de Efeito Estufa. A proposta é monitorar os gases emitidos durante a feira, além das compensações ou sequestro de carbono proporcionados pelo evento. Somada a outras ações ao longo da feira, a Tecnoshow se firma como um evento que tem compromisso com a sustentabilidade e a responsabilidade ambiental. Existem dois cálculos: primeiro, o que foi emitido de gases de efeito estufa. Em segundo, o quanto é sequestrado de gás carbônico. A partir da coleta destes números será feito um balanço de captação de carbono.


Até o final da feira também foram entregues 20 mil mudas para os visitantes, com a média de entregas de 4 mil por dia, incluindo espécies nativas do Cerrado, como Ipê, Jacarandá e Aroeira. E, ainda, está sendo feita e processada a coleta de material reciclável pela Cooperativa de Trabalho de Catadores de Material Reciclável em Geral do Sudoeste Goiano, a Coop-Recicla, que separa os recicláveis e fica responsável pela correta destinação. Neste ano, a Tecnoshow Comigo já coletou 61,7 toneladas de resíduos sólidos recicláveis, diminuindo o impacto ambiental e ainda gerando renda para os trabalhadores da cooperativa.


Espaço Tecnoshow 20 anos

Em homenagem à 20ª edição da feira, a COMIGO também fez um resgate histórico do sucesso do evento ao longo de duas décadas. Em um local chamado de ‘Espaço Tecnoshow 20 anos, uma história de evolução’ foram instalados diferentes painéis, com imagens e dados, além de vídeo, possibilitando ao visitante saber como a feira surgiu, em 2002, e como chegou ao patamar de referência em vitrine tecnológica do agro brasileiro. Para se ter uma ideia, no início o evento era chamado de Encontro Tecnológico COMIGO, já realizado na sede do CTC. Surgiu a partir de articulação entre diretoria da COMIGO, cooperados e empresários do setor, que almejavam ter um evento voltado para troca de conhecimento, informações e ferramentas que pudessem abordar especificidades da agricultura e pecuária da região, além apresentar novidades em maquinários existentes no mercado.


Conforme acrescentou Antonio Chavaglia, após 20 anos de realização da Tecnoshow Comigo, a feira deixa um legado para o futuro ao investir na difusão de tecnologia rural. “Ainda estamos em um ano de incertezas e esperamos que isso seja solucionado para que a gente possa voltar a investir. Da nossa parte, vamos continuar trazendo novas tecnologias e oferecendo o que há de mais moderno ao produtor em máquinas, equipamentos, insumos e qualificação. Espero que Deus continue nos iluminando”, finalizou.


NÚMEROS DA FEIRA EM 2023

• R$ 11,1 bilhões em negócios

• 138 mil visitantes

• 650 expositores

• 65 hectares de área

• Mais de 100 palestras e dinâmicas

• 5.990 participantes das palestras

• 3 auditórios para apresentações e palestras (1, 2 e Sede de Pesquisa CTC)

• 3 mil participantes das dinâmicas de pecuária

• 11 pavilhões (animais e empresas)

• 40 mil m² de plots agrícolas

• Cerca de mil animais (bovinos, equinos, muares, ovinos e peixes)

• Mais de 200 pesquisadores

• Mais de 3 mil máquinas e equipamentos

• 3 restaurantes e outras áreas de alimentação

• Mais de 25 mil refeições servidas

• 80 mil veículos estacionados, sendo 450 ônibus

• Doação de 20 mil mudas de árvores nativas

• 70 mil mudas e 60 vasos de diferentes tamanhos, com flores variadas para compor toda a jardinagem

• Coleta de 61,7 toneladas de resíduos sólidos recicláveis

• Cerca de 12,8 mil empregos diretos e indiretos (pré e durante evento)

• Mais de 40 helicópteros

• 250 pousos e decolagens no aeroporto de Rio Verde

• 100% de ocupação na rede hoteleira de Rio Verde

• 9% de incremento na arrecadação de impostos municipais

• R$ 92 milhões de impacto no comércio local

• Presença de instituições de pesquisa científica

• Presença de instituições financeiras e de liberação de créditos




FICHA TÉCNICA

Próxima edição da Tecnoshow Comigo já tem data marcada: será de 8 a 12 de abril

Local: Centro Tecnológico COMIGO (CTC) - Rio Verde – GO (Rodovia GO 174 S/N área rural de Rio Verde)

Horário: 8 às 18 horas

Entrada gratuita

Site: www.tecnoshowcomigo.com.br

Instagram: @tecnoshowcomigo

Twitter: @tecnoshowcomigo


INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Assessoria de Comunicação da COMIGO

Weuller Freitas – (64) 3611-1522 / 99627-9897

Pedro Cabral – (64) 3611-1335 / 99264-3739

Samir Machado – (64) 3611-1647 / 99941-2288


Voltz Comunicação – Assessoria de imprensa da TECNOSHOW COMIGO

Ana Manuela Arantes – (62) 98142-6323 – anamanuela@voltzcomunicacao.com.br

Fernando Dantas – (62) 99227-2631 – fernando@voltzcomunicacao.com.br

Renan Rigo – (62) 98522-6645 – renan@voltzcomunicacao.com.br


1.230 visualizações0 comentário
bottom of page