top of page
  • sitetecnoshowcomig

Tecnoshow Comigo aponta desafios impostos pelas mudanças climáticas globais no agro

Feira abre espaço para discussão dos efeitos, seus impactos no agro e o

papel do agricultor para redução dos efeitos


Questão de extrema importância para o produtor rural, que tem seu trabalho desenvolvido literalmente a céu aberto, as mudanças climáticas e seus impactos no agro foram discutidas durante palestra realizada pelo engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa Meio Ambiente, Marcelo Morandi. Ele trouxe as perspectivas a respeito das dificuldades que podem ser encontradas pelos produtores daqui para frente com a agricultura, em função das mudanças no clima, com impactos no regime de chuvas, na intensidade ou escassez das mesmas, além das temperaturas elevadas que interferem na produção.


Conforme explicou Marcelo, todo o processo que afeta o dia-a-dia da agricultura e que gera consequências destes eventos climáticos vem acontecendo por causa do aquecimento global que tem a ver com as emissões de gases de efeito estufa. “Discutimos sobre essa dificuldade e sobre a necessidade que a agricultura tem de trabalhar o que a gente chama de adaptação, ou seja, como a gente vive a agricultura nesse novo cenário”, enfatizou.


O pesquisador também falou do papel da agricultura na mitigação, de como a atividade pode reduzir as emissões e inclusive ser uma oportunidade para fazer a diferença nesse processo, sendo uma fonte de retirada de emissões do ambiente. “A agricultura tem que se adaptar a esse novo momento e ela pode contribuir de forma muito forte, com as tecnologias que a gente já tem em boa parte aqui no Brasil, para a redução dos danos causados por essa mudança no clima. E isso tudo mantendo o mais importante que é a segurança alimentar.”


Sobre a inconstância no regime de chuvas, preocupação comum à maioria dos produtores rurais, Marcelo explicou que o que se vive hoje é uma “bagunça” nos modelos de previsão existentes porque há mais energia e calor no sistema. “Quanto mais calor, mais bagunça toda essa questão das massas, da circulação de ar etc. que gera os efeitos climáticos. Aquilo que a gente considerava que era época de chuva, quantidade de chuva, período de seca, pode mudar, pode sofrer alterações. O importante é que a agricultura tem que se adaptar a isso, trabalhar nesse ambiente de mais incertezas”, ponderou. “A gente tem que minimizar essas incertezas, fazendo o bom uso das tecnologias, do que já tem disponível, que dão alguma previsibilidade para o produtor e, mesmo que aconteça um evento extremo, ele ter mecanismo para contornar isso.”


Como exemplo, ele apontou o uso de sistema de produção, com o plantio direto, sistemas integrados, bons manejos do pasto e da lavoura, uso de plantas de cobertura, de fixador biológico de nitrogênio, bioinsumos e a redução do consumo de diesel por máquinas mais eficientes ou operações mais eficientes. “Tudo isso contribui muito tanto para a redução das emissões devido à agricultura quanto para o sequestro de carbono. O solo tem uma capacidade muito grande de sequestrar carbono, de tirar gás de efeito estufa da atmosfera, mas isso só acontece quando é um solo bem manejado, rico em matéria orgânica, que tem raízes profundas. Então o produtor tem um papel muito importante nisso e também na manutenção das suas áreas de preservação legal, de reserva legal, nas suas áreas de preservação permanente”, completou.



 

Sobre a Tecnoshow Comigo

Com a proposta de auxiliar o produtor rural, a COMIGO iniciou, em 2002, o trabalho de geração e difusão de tecnologias agropecuárias, em Rio Verde, numa área que hoje ultrapassa 170 hectares (área total do CTC). Neste local, a cooperativa promove experiências tecnológicas o ano todo, em parceria com diversas instituições de pesquisa, de ensino e outras empresas, e realiza a Tecnoshow. A diversidade é uma marca registrada do evento. São máquinas e equipamentos agropecuários, plots agrícolas, animais das mais variadas espécies, palestras técnicas e econômicas, ações socioambientais e dinâmicas de pecuária, entre outros produtos e serviços. Trata-se de uma extensa vitrine de tecnologias para o homem do campo, seja pequeno, médio ou grande produtor.


FICHA TÉCNICA

TECNOSHOW COMIGO 2023 – 20 anos

Data: 27 a 31 de março de 2023 (segunda a sexta-feira)

Local: Centro Tecnológico COMIGO (CTC) - Rio Verde – GO (Rodovia GO 174 S/N área rural de Rio Verde)

Horário: 8 às 18 horas

Entrada gratuita

Site: www.tecnoshowcomigo.com.br

Instagram: @tecnoshowcomigo

Twitter: @tecnoshowcomigo


INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Assessoria de Comunicação da COMIGO

Weuller Freitas – (64) 3611-1522 / 99627-9897

Pedro Cabral – (64) 3611-1335 / 99264-3739

Samir Machado – (64) 3611-1647 / 99941-2288


Voltz Comunicação – Assessoria de imprensa da TECNOSHOW COMIGO

Ana Manuela Arantes – (62) 98142-6323 – anamanuela@voltzcomunicacao.com.br

Fernando Dantas – (62) 99227-2631 – fernando@voltzcomunicacao.com.br

Renan Rigo – (62) 98522-6645 – renan@voltzcomunicacao.com.br


17 visualizações0 comentário

Комментарии


bottom of page