top of page
  • sitetecnoshowcomig

Insegurança fiscal e taxa de juros podem ser preocupações para o agro em 2023

Análise é da jornalista Kellen Severo, que ministrou palestra na Tecnoshow Comigo. Geopolítica, agenda verde, novo governo, política econômica, agrotendências e tecnologia inovadora foram também tópicos apresentados por ela como potenciais impactos ao agronegócio




Relações internacionais, pautas relacionadas à agenda verde, previsões sobre o novo governo no Brasil e insegurança fiscal estão entre os cenários e tendências que devem ser observados para o agronegócio em 2023, apontados pela jornalista Kellen Severo, como palestrante da Tecnoshow Comigo, na manhã desta terça-feira (28). Comentarista do Jornal da Manhã e apresentadora do Painel Hora H do Agro, na TV Jovem Pan News, Kellen levou aos produtores presentes, no auditório 1, do Centro Tecnológico COMIGO (CTC), informações sobre o futuro do agronegócio, divididas em seis tópicos com potencial de impacto ao campo.


De acordo com Kellen, o cenário global e sua geopolítica são pontos que devem ser observados pelos produtores. Para isso, exemplificou que a guerra na Ucrânia trouxe efeitos indiretos ao agro brasileiro, como o aumento de custos de produção, dos preços de fertilizantes, commodities e combustíveis. Ao mesmo tempo, beneficiou diretamente a agricultura no País, com o fato da China, a partir da guerra, ter aberto o mercado global para abastecimento de milho, o que favoreceu o Brasil como fornecedor. Outro ponto de atenção, segundo a palestrante, deve ser o monitoramento dos colapsos dos bancos nos Estados Unidos, que devem influenciar o valor do dólar, e as relações com a Índia, apontada como “país que está entre os motores da economia em 2023”.




O segundo tópico apresentado pela jornalista foi o desafio dos movimentos mundiais relacionados à agenda verde. Kellen comentou sobre países que adotaram medidas para redução dos gases de aquecimento global e que impactam diretamente agricultores e pecuaristas, como o caso do governo holandês, que propôs comprar e fechar fazendas para cumprir meta ambiental; o movimento no Canadá para reduzir o uso dos fertilizantes nitrogenados; e a ação na Nova Zelândia para taxar fazendeiros pelos gases emitidos pelos animais em suas propriedades rurais.


Novo governo e política econômica

O terceiro e o quarto tópicos apresentados pela palestrante estavam relacionados à entrada do novo governo no Brasil e sua política econômica. Segundo Kellen Severo, deve ser observado pelo setor agropecuário a questão do avanço das demarcações das áreas indígenas e atividades do Movimento Sem Terra (MST), que podem trazer insegurança fundiária. Também foi um tema abordado pela jornalista, a insegurança fiscal, a partir da preocupação com os gastos públicos, que podem influenciar e atrasar uma possível queda nas taxas de juros. “Em um cenário de curto prazo, não enxergo queda dos juros, e temos possibilidades de crédito cada vez mais caro”, avaliou.


Como quinto tópico, Kellen falou sobre agrotendências, como a previsão do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) de aumento de 10,9% no PIB agropecuário para 2023; produção recorde de soja e boas previsões também para a cultura de milho. Sobre a questão climática, explicou que o País passa agora por um período de neutralidade climática, mas que é preciso um olhar atento para o fenômeno El Niño. Ainda comentou sobre o fato de que o próximo Plano Safra deve ser apresentado com o incentivo às práticas de conservação ambiental, atreladas às condições de juros mais baixos.



Para finalizar, o último cenário de impacto ao produtor, segundo a jornalista, deve ser relacionado à tecnologia e à inovação, e, para exemplificar, contou sobre sua experiência com Inteligência Artificial (IA), com o ChatGPT. “É um novo modelo no mundo, não quer dizer que vai mudar o agro, mas é preciso entender o funcionamento para, se preciso, adaptarmos com o tempo. A IA vem para ficar, já acompanhamos a mão de obra, muitas vezes, sendo substituída por máquinas”, comentou.


 

Sobre a Tecnoshow Comigo

Com a proposta de auxiliar o produtor rural, a COMIGO iniciou, em 2002, o trabalho de geração e difusão de tecnologias agropecuárias, em Rio Verde, numa área que hoje ultrapassa 170 hectares (área total do CTC). Neste local, a cooperativa promove experiências tecnológicas o ano todo, em parceria com diversas instituições de pesquisa, de ensino e outras empresas, e realiza a Tecnoshow. A diversidade é uma marca registrada do evento. São máquinas e equipamentos agropecuários, plots agrícolas, animais das mais variadas espécies, palestras técnicas e econômicas, ações socioambientais e dinâmicas de pecuária, entre outros produtos e serviços. Trata-se de uma extensa vitrine de tecnologias para o homem do campo, seja pequeno, médio ou grande produtor.


FICHA TÉCNICA

TECNOSHOW COMIGO 2023 – 20 anos

Data: 27 a 31 de março de 2023 (segunda a sexta-feira)

Local: Centro Tecnológico COMIGO (CTC) - Rio Verde – GO (Rodovia GO 174 S/N área rural de Rio Verde)

Horário: 8 às 18 horas

Entrada gratuita

Site: www.tecnoshowcomigo.com.br

Instagram: @tecnoshowcomigo

Twitter: @tecnoshowcomigo


INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Assessoria de Comunicação da COMIGO

Weuller Freitas – (64) 3611-1522 / 99627-9897

Pedro Cabral – (64) 3611-1335 / 99264-3739

Samir Machado – (64) 3611-1647 / 99941-2288


Voltz Comunicação – Assessoria de imprensa da TECNOSHOW COMIGO

Ana Manuela Arantes – (62) 98142-6323 – anamanuela@voltzcomunicacao.com.br

Fernando Dantas – (62) 99227-2631 – fernando@voltzcomunicacao.com.br

Renan Rigo – (62) 98522-6645 – renan@voltzcomunicacao.com.br


44 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page