top of page
  • sitetecnoshowcomig

Confiança e lealdade são essenciais no treinamento de cavalos, afirma domador na Tecnoshow

O médico veterinário Leonardo Feitosa ministrou três dinâmicas de pecuária durante a feira: doma racional, básico de rédeas e iniciação ao boi mecânico, com atividades práticas e ensinamentos sobre o trato com os animais





A relação entre animais e humanos foi um tema bastante abordado durante a Tecnoshow Comigo 2023. Para conhecer mais sobre o assunto, três práticas pecuárias foram ministradas, em três dias, pelo médico veterinário e domador Leonardo Feitosa: doma racional, curso básico de rédea e iniciação ao boi mecânico.


A doma é o processo de treinamento para que o cavalo passe a aceitar ser montado e interagir com humanos. Existem vários tipos e a mais recente é a doma racional, que tem como princípio o respeito e a confiança entre domador e cavalo, sem uso de força violência. “Antigamente, as pessoas usavam a doma tradicional e um pouco de força bruta nos cavalos. Não é que as pessoas fossem violentas ou brutas. Mas é o que elas sabiam fazer”, explica Leonardo.


De acordo com ele, a principal palavra que define a doma racional é confiança. “Ela é uma cola que gruda os relacionamentos, assim como é para nós, seres humanos. E com o cavalo não é diferente”, explica. Para isso, é preciso usar a linguagem não-verbal, entender o que o animal diz por meio de ações: é preciso fazer uma leitura dos sons emitidos, dos movimentos.


Prova de que a doma tem evoluído e se atualizado para melhorar a relação entre cavalos e domadores são as transformações pelas quais passa a doma tradicional ou doma gaúcha. Marcos Silveira é adepto à prática e também ministrou uma dinâmica de pecuária durante a 20ª Tecnoshow Comigo. O estilo, mais antigo, também incorporava práticas com base nos laços de confiança. “Antes, se um cavalo dava uma mordida ou um coice, ele era taxado de cavalo bravo, de má índole. Hoje sabemos que ele está se defendendo. Precisamos entender porque ele se defende e como fazer para nos aproximar, com respeito, mas mantendo o domínio”, afirma Silveira.


E Leonardo completa: “na ação-reação o cavalo te dá sinais de que ele está tentando entrar em acordo com você. E dessa forma pode aliviar a tensão [das rédeas ou das pernas], fazer carinho, deixar ele descansar”. De fato, foi possível presenciar, na prática, o que Leonardo defende no discurso. Mesmo para o público leigo era perceptível quando o animal oferecia resistência. Atento a isso, Leonardo já parava o que estava fazendo e, muitas vezes, respondia com um afago no pescoço do cavalo.


O médico veterinário e domador ainda ressalta que o processo de doma é um trabalho de equipe realizado entre homem e animal. Isso porque o cavalo é extremamente sensível e entende perfeitamente o carinho como uma forma de reforço positivo. É assim que se ganha confiança e a lealdade de um animal. Por isso, a dica de ouro para domadores e criadores é paciência e atenção. “É preciso usar os sentidos (tato, audição e visão). E, principalmente, quando for domar um cavalo, estar 100% presente: corpo, mente e espírito. Esteja 100% dentro do redondel, entre ali com paciência, invista seu tempo e você vai ver que vai ter resultados”, explica.










Doma para a lida com o gado

Depois dos princípios básicos de doma e de aprender os comandos de rédea o cavalo está pronto para a próxima etapa e pode ser preparado para competições, passeios ou lida no campo. Cada um dos objetivos é diferente e, portanto, exige um treinamento específico. Na 20ª edição da Tecnoshow Comigo o público pôde assistir, gratuitamente, a cada uma destas etapas por meio das dinâmicas de pecuária ministradas por Leonardo.




Os cursos são totalmente ligados entre si e complementares quando o assunto é treinamento de cavalos. O domador faz uma analogia, ao explicar que esse processo é como se uma árvore e cada etapa é simbolizada por uma parte dela. “A raiz é a doma. É preciso ter uma raiz, um alicerce forte”, explica. Já o caule seriam os princípios da rédea, porque a base é a mesma para qualquer modalidade. E os galhos são variados, podendo ser a lida com o gado, o tambor, a marcha, qualquer outra opção.


Por isso, a modalidade que fecha o ciclo de treinamento de cavalo apresentado na feira deste ano é o chamado touro mecânico. Se trata de um dispositivo usado para treinar o cavalo para a lida com boi. Leonardo explica que é impossível treinar com um animal de verdade, porque o boi não espera que o cavalo aprenda e não vai parar para que ele entenda os comandos.






Para dar certo, é preciso usar o dispositivo que simule o boi. Trata-se de uma bicicleta, cortada em duas partes, que tem uma roda com uma bandeira, que faz a mesma movimentação que o boi faz em linha reta. Uma pessoa pedala a bicicleta e, desta forma, é possível ter controle do boi mecânico para que ele pare ou ande quando necessário e o domador corrija ou incentive o cavalo a fazer os comandos necessários. “Independente se vai fazer a lida no campo, ou esporte, o boi é sempre o mesmo e o cavalo precisa ter essa noção de espaço e de posicionamento. E o boi mecânico facilita muito isso”, finaliza.


 

Sobre a Tecnoshow Comigo

Com a proposta de auxiliar o produtor rural, a COMIGO iniciou, em 2002, o trabalho de geração e difusão de tecnologias agropecuárias, em Rio Verde, numa área que hoje ultrapassa 170 hectares (área total do CTC). Neste local, a cooperativa promove experiências tecnológicas o ano todo, em parceria com diversas instituições de pesquisa, de ensino e outras empresas, e realiza a Tecnoshow. A diversidade é uma marca registrada do evento. São máquinas e equipamentos agropecuários, plots agrícolas, animais das mais variadas espécies, palestras técnicas e econômicas, ações socioambientais e dinâmicas de pecuária, entre outros produtos e serviços. Trata-se de uma extensa vitrine de tecnologias para o homem do campo, seja pequeno, médio ou grande produtor.


FICHA TÉCNICA

TECNOSHOW COMIGO 2023 – 20 anos

Data: 27 a 31 de março de 2023 (segunda a sexta-feira)

Local: Centro Tecnológico COMIGO (CTC) - Rio Verde – GO (Rodovia GO 174 S/N área rural de Rio Verde)

Horário: 8 às 18 horas

Entrada gratuita

Site: www.tecnoshowcomigo.com.br

Instagram: @tecnoshowcomigo

Twitter: @tecnoshowcomigo


INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Assessoria de Comunicação da COMIGO

Weuller Freitas – (64) 3611-1522 / 99627-9897

Pedro Cabral – (64) 3611-1335 / 99264-3739

Samir Machado – (64) 3611-1647 / 99941-2288


Voltz Comunicação – Assessoria de imprensa da TECNOSHOW COMIGO

Ana Manuela Arantes – (62) 98142-6323 – anamanuela@voltzcomunicacao.com.br

Fernando Dantas – (62) 99227-2631 – fernando@voltzcomunicacao.com.br

Renan Rigo – (62) 98522-6645 – renan@voltzcomunicacao.com.br


119 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page