Foto
22 mar

Na pecuária, as estratégias devem ser adotadas de acordo com meta de peso e acabamento de carcaça ao abate

Afirmação é do pesquisador científico Flávio Dutra Resende, que estará na Tecnoshow Comigo 2019

Com as quedas nas margens na pecuária e os custos aumentando, é necessário planejar investimentos para produzir de forma mais eficiente. O estabelecimento de estratégias nutricionais é uma forma de produzir com melhores resultados durante as fases de cria, recria e engorda. Isso é o que afirma o pesquisador científico Flávio Dutra de Resende, que ministrará a palestra ‘Estratégias nutricionais para animais e mercado da pecuária’ no dia 10 de abril, às 14 horas, no auditório 1 do Centro Tecnológico Comigo (CTC), em Rio Verde (GO). O debate faz parte da programação da Tecnoshow Comigo 2019.

Segundo o palestrante, serão abordadas as principais estratégias nutricionais a serem utilizados nas fases de recria e engorda a pasto, uso de confinamento de sequestro de bezerros, erros comuns na escolha de estratégias nutricionais e dimensionamento de cochos. A intenção, segundo ele, é mostrar também o que deve ser avaliado na hora de traçar estratégias nutricionais para os animais. “O estabelecimento da estratégia deve ser feito em função da meta de peso e acabamento de carcaça ao abate, com isso traçam-se as estratégias a serem usadas após a desmama até a entrada na fase de engorda (fase de recria), bem como as ações a serem usadas na terminação”, explica.

De acordo com Flávio, os cuidados vão desde a escolha do tipo de suplemento a ser usado em função do tipo de pasto e categoria animal, dimensionamento de cochos, tamanhos de lote e claro, a escolha errada do planejamento nutricional. “Hoje, O erro mais comum é o pecuarista, muitas vezes, suplementar mais o animal no período da seca e voltar o animal para sal mineral no período das águas. Neste caso ele acha que está economizando, porém, na maioria das vezes, o animal retarda o crescimento, fazendo com que os ganhos sejam baixos e o retorno do pecuarista baixo ou até negativo. Este será um dos pontos principais da minha apresentação na feira”, afirma. 
 
Problemas de baixa nutrição 
O pesquisador enfatiza que o mercado consumidor quer uma carne mais macia e suculenta, porém o animal que está sendo produzido propicia uma carne mais dura e pouco suculenta. “Quem não se adequar ficará fora deste mercado. Os principais fatores que propiciam uma maior maciez da carne e suculência são reduzir a idade de abate e melhorar o acabamento e marmoreio da carne. Ou aumentamos o consumo per capta de carne e as exportações de carne ou o preço da arroba do boi vai ficar nos patamares atuais. Este ponto é muito importante para o sucesso dos negócios para dentro e fora da porteira”, diz.

Flávio Dutra Resende
É graduado em zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), com mestrado e doutorado em Zootecnia também pela UFV na área de produção de ruminantes. É pesquisador científico e diretor técnico do Polo Regional da Alta Mogiana, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA). É professor convidado do Programa de Pós-graduação em Zootecnia da FCAV-Unesp, Campus de Jaboticabal e Bolsista de Produtividade do CNPq. Coordenador do projeto ¨Sistema de produção do Boi 777¨. Trabalha com pesquisa e divulgação de resultados na área de produção de bovinos de corte, atuando principalmente em sistemas de produção e nutrição de bovinos de corte, com ênfase em suplementação, aditivos, confinamento, avaliação de carcaça e qualidade de carne. 

Sobre a TECNOSHOW COMIGO
Há 18 anos nasceu o conceito da feira de tecnologia rural, que logo passou a ser um referencial em todo o Centro-Oeste. A cada edição, a feira, hoje denominada Tecnoshow Comigo, não só apresenta experiências tecnológicas realizadas por diversas instituições de pesquisa, de ensino e outras empresas que auxiliam o produtor rural, mas reúne expositores de grandes segmentos do setor agropecuário, em uma área montada em 60 hectares com completa infraestrutura. Mais informações em www.tecnoshowcomigo.com.br.

FICHA TÉCNICA
18ª TECNOSHOW COMIGO
Data: 08 a 12 de abril de 2019 (segunda a sexta-feira)
Local: Centro Tecnológico COMIGO (CTC) - Rio Verde – GO (Anel Viário Paulo Campos, Km 7, Zona Rural)
Horário: 8 às 18 horas
Serviço: Geração e Difusão de Tecnologias Agropecuárias, Exposição de Máquinas e Equipamentos, Palestras, Exposição de Animais e Dinâmicas de Pecuária. 
Site: www.tecnoshowcomigo.com.br | Twitter e Instagram: @tecnoshowcomigo

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Assessoria de Comunicação da COMIGO
Wêuller Freitas – (64) 3611-1522 / 99627-9897
Bruno Kamogawa – (64) 3611-1690 / 99282-2213
Samir Machado – (64) 3611-1647 / 99941-2288

Voltz Comunicação – Assessoria de imprensa da TECNOSHOW COMIGO
jornalismo@voltzcomunicacao.com.br
Renan Rigo – (62) 98522-6645 – renan@voltzcomunicacao.com.br

Compartilhe:

Google +