Foto
04 abr

Em sua 18ª edição, Tecnoshow Comigo cresce em números e resultados

Feira começou a partir de pequenos experimentos e workshops e chegou a um evento que movimenta mais de R$ 2,5 bilhões em negócios e recebe mais de 106 mil visitantes

Importante vitrine de tecnologia rural e de informação, a Tecnoshow Comigo chega à 18ª edição em 2019, com crescimento em números, resultados e inovações. Na primeira edição, em 2002, a feira contou com a participação de 50 expositores e cinco mil visitantes. No ano passado, foram mais de 550 expositores, público superior a 106 mil pessoas e R$ 2,5 bilhões em negócios. Além de servir de oportunidade para a realização de grandes negociações, o evento tem buscado, ano após ano, proporcionar novidades em pesquisas, produtos, conhecimento e serviços para pequenos, médios e grandes produtores, trabalhadores rurais, estudantes, profissionais do agro e demais públicos. Tanto é que, hoje, é reconhecida como a grande feira de tecnologia rural do Centro-Oeste.

Para alcançar esse patamar, a Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (Comigo) fez mais do que investimentos financeiros. Adotou estratégias e ações para fortalecer a feira e transformá-la em um dos principais eventos do calendário agropecuário do País. A Tecnoshow é realizada no Centro Tecnológico Comigo (CTC), localizado no Anel Viário Paulo Campos, no quilômetro 7, em Rio Verde (GO). A área possui mais de 130 hectares destinados aos experimentos agropecuários realizados pela Comigo, mas a feira ocorre em um espaço de 60 hectares, no qual o público pode encontrar inovações em máquinas, veículos e equipamentos do agro, insumos e resultados de pesquisas, assim como demonstrações e lançamentos de novas variedades de cultivares por meio de expositores de grandes segmentos do setor agropecuário.

Início
Antes de se tornar o Centro Tecnológico Comigo, o espaço já era utilizado pela Cooperativa diretamente por meio de pesquisa na região, desde 1984, quando firmou inicialmente convênio com a Emgopa, depois Universidade de Rio Verde (UniRV), Embrapa e outras instituições. A Comigo foi uma das responsáveis pela criação e execução do Programa Renda Real (1997 a 1999), dentro do Fórum Nacional da Agricultura (FNA), no qual o presidente da Cooperativa, Antonio Chavaglia, era o coordenador do Grupo de Trabalho Milho, Soja e Sorgo, em âmbito nacional. O Renda Real reuniu as entidades da região e algumas empresas (Comigo, APG, Banco do Brasil, Sindicato Rural, Faeg, Emater-GO, Ceagro, Clube Amigos da Terra, prefeituras de Rio Verde e Montividiu, Senar Goiás) para desenvolver trabalhos experimentais, com destaque para o concurso Perdas na Colheita. Foram realizados três encontros anuais para a demonstração dos experimentos, na fazenda Rio Verdinho, do cooperado Bruno Abreu Leão, em Rio Verde. Logo que o Renda Real encerrou seu ciclo, os cooperados solicitaram à Comigo que investisse em área própria, exclusivamente para conduzir trabalhos de pesquisa para o campo. Isso evitaria perdas de tempo e de dinheiro com testes nas fazendas dos cooperados. A Cooperativa, assim, adquiriu a área do CTC, que foi inaugurado em 2002 quando ocorreu o Encontro Tecnológico Comigo (de três dias de duração), evento que se repetiu em 2003, utilizando cerca de 50 hectares do CTC.

Paralelamente, a Cooperativa passou a realizar experimentos em parceria com outras entidades (principalmente UniRV e Embrapa) no restante da área. Em agosto de cada ano, mostrava os resultados destes trabalhos aos produtores rurais, em um grande Workshop. Nos quatro anos que se seguiram a COMIGO firmou parceria com o Sistema Agrishow, de Ribeirão Preto, para a realização da feira sob o nome Agrishow COMIGO. A partir de 2008, sozinha, passou a organizar o evento, finalizando o contrato com a Agrishow. Desde então a feira passou a ser conhecida como Tecnoshow Comigo. 

Evolução da Tecnoshow Comigo

2002
Inauguração do CTC: fevereiro
Investimentos: R$ 500 mil
Expositores: 50
Visitantes: 5 mil pessoas
Experimentos agropecuários: 50

2003
Investimentos: R$ 500 mil
Expositores: 100
Visitantes: 16.500 pessoas
Comercialização: R$ 61 milhões
Experimentos agropecuários: 50

2004
Investimentos: R$ 1 milhão
Expositores: 150 estandes de 400 marcas
Visitantes: 40 mil pessoas
Comercialização: R$ 400 milhões
Experimentos agropecuários: 70

2005
Investimentos: R$ 1 milhão
Expositores: 180 estandes de mais 410 marcas
Visitantes: 38 mil
Experimentos agropecuários: 100

2006
Investimentos: R$ 1 milhão
Expositores: 175
Visitantes: 36 mil pessoas

2007
Investimentos: R$ 1 milhão
Expositores: 215
Visitantes: 41 mil pessoas
Comercialização: R$ 120 milhões

2008
Investimentos: R$ 1 milhão
Expositores: 205
Visitantes: 50,8 mil pessoas
Comercialização: R$ 165 milhões
Plots agrícolas: 25 com, aproximadamente, 200 experimentos

2009
Investimentos: R$ 1 milhão
Expositores: 320
Visitantes: 56 mil pessoas
Comercialização: R$ 180 milhões
Plots agrícolas: 25 com, aproximadamente, 200 experimentos

2010
Investimentos: R$ 1 milhão
Expositores: 350
Visitantes: 61 mil pessoas
Comercialização: R$ 210 milhões
Plots agrícolas: 25 com, aproximadamente, 200 experimentos

2011
Investimentos: R$ 1,3 milhão
Expositores: 400
Visitantes: 70 mil pessoas
Comercialização: R$ 500 milhões
Plots agrícolas: 30 com, aproximadamente, 200 demonstrações

2012
Investimentos: R$ 1,3 milhão
Expositores: 450
Visitantes: 78 mil pessoas
Comercialização: R$ 780 milhões
Plots agrícolas: 30 com, aproximadamente, 200 demonstrações

2013
Investimentos: R$ 540 mil
Expositores: 500
Visitantes: 82 mil pessoas
Comercialização: R$ 900 milhões
Plots agrícolas: 34 com 250 demonstrações

2014
Investimentos: R$ 550 mil
Expositores: 520
Visitantes: 100 mil
Comercialização: R$ 1,4 bilhão
Plots agrícolas: 32 com 250 demonstrações

2015
Expositores: 540 expositores
Visitantes: 104 mil visitantes
Comercialização: R$ 1,1 bilhão em negócios
Plots Agrícolas: 40 mil metros quadrados

2016
Expositores: 540
Visitantes: 98 mil pessoas
Comercialização: 1,3 bilhão
Plots Agrícolas: 40 mil metros quadrados

2017
Expositores: 550
Público: 102 mil pessoas
Comercialização: 1,7 bilhão
Plots Agrícolas: 40 mil metros quadrados

2018
Expositores: 550
Público: 106 mil
Comercialização: R$ 2,5 bilhões
Plots Agrícolas: 40 mil metros quadrados

Sobre a Tecnoshow Comigo
Há 18 anos nasceu o conceito da feira de tecnologia rural, que logo passou a ser um referencial em todo o Centro-Oeste. A cada edição, a feira, hoje denominada Tecnoshow Comigo, não só apresenta experiências tecnológicas realizadas por diversas instituições de pesquisa, de ensino e outras empresas que auxiliam o produtor rural, mas reúne expositores de grandes segmentos do setor agropecuário, em uma área montada em 60 hectares com completa infraestrutura. Mais informações em www.tecnoshowcomigo.com.br.

FICHA TÉCNICA
18ª TECNOSHOW COMIGO
Data: 08 a 12 de abril de 2019 (segunda a sexta-feira)
Local: Centro Tecnológico Comigo (CTC) - Rio Verde – GO (Anel Viário Paulo Campos, Km 7, Zona Rural)
Horário: 8 às 18 horas
Serviço: Geração e Difusão de Tecnologias Agropecuárias, Exposição de Máquinas e Equipamentos, Palestras, Exposição de Animais e Dinâmicas de Pecuária. 
Site: www.tecnoshowcomigo.com.br | Twitter e Instagram: @tecnoshowcomigo
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Assessoria de Comunicação da COMIGO
Wêuller Freitas – (64) 3611-1522 / 99627-9897
Bruno Kamogawa – (64) 3611-1690 / 99282-2213
Samir Machado – (64) 3611-1647 / 99941-2288

Voltz Comunicação – Assessoria de imprensa da TECNOSHOW COMIGO
E-mail: tecnoshowcomigo@gmail.com ou imprensa@tecnoshowcomigo.com.br
Renan Rigo – (62) 98522-6645 
Gabriela Louredo - (62) 99396-9342 
Lucas Rafael – (62) 98209-5018 
Thalita Braga – (61) 99672-8157
Fernando Dantas – (62) 99227-2631

Compartilhe:

Google +