Foto
10 abr

Inovações tecnológicas contribuem para aumento de

Na feira, empresas oferecem novidades em produtos e serviços para melhorar e ampliar a atividade rural   O Centro-Oeste é uma importante região produtora de grãos no Brasil. Culturas como soja e milho se destacam, por causa do volume produzido. Hoje, equivalem a mais de 90% da produção total do estado de Goiás e de mais de 85% do Brasil. São mais de 3,4 milhões de hectares de soja em Goiás. É um polo estratégico no país, não apenas pelo volume de negócios, mas também pela capacidade de inovação e desenvolvimento de pesquisas. A TECNOSHOW COMIGO sabe a

VER NOTÍCIA
Foto
10 abr

Conhecer particularidades das culturas é diferencial para

Durante palestra sobre manejo nutricional, especialistas e pesquisadores da Embrapa orientaram produtores de milho e soja que visitam a TECNOSHOW COMIGO   “Para aprimorar o manejo nutricional é preciso conhecer as especificidades de cada cultura.  O nitrogênio, por exemplo, é absorvido em maiores ou menores quantidades dependendo do que está sendo cultivado naquele espaço. Se o produtor entender isso vai saber como adubar a plantação e cuidar do solo de uma maneira mais assertiva e, muitas vezes, menos onerosa.” A afirmação é do

VER NOTÍCIA
Foto
09 abr

Cultura do algodão pode ser otimizada com a correta

Foram apresentadas técnicas e exemplos, em sistemas integrados, durante a TECNOSHOW COMIGO   Cultura que vem crescendo no nível de interesse do produtor, o algodão e as formas de otimizar insumos para a produção foram destaques na tarde desta segunda-feira, dia 09 de abril, na programação da 17ª TECNOSHOW COMIGO. A engenheira agrônoma e pesquisadora da Embrapa Algodão, Ana Luiza Dias Borin, tratou da questão na palestra “É possível otimizar as adubações nos sistemas de produção do algodoeiro?”, dentro das atividades da Casa

VER NOTÍCIA
Foto
07 abr

Certificação da qualidade

A COMIGO recebeu certificação da Syngenta sobre o tratamento de suas sementes industriais. O selo de qualidade foi recebido em função do cumprimento das exigências do programa de certificação, tais como qualidade das sementes tratadas, dosagem correta dos defensivos, cumprimento da legislação aplicada ao tratamento de sementes, cuidados com segurança e saúde do pessoal envolvido, dentre outros fatores. A avaliação da dose determina a quantidade de princípio ativo recuperado das sementes, garantindo a  eficiência do produto aplicado em condições de campo e evitando danos

VER NOTÍCIA