Foto
18 fev

Exportações do agronegócio do RS fecharam 2018 com alta

Em volume comercializado, também houve crescimento. Foram 21,650 milhões de toneladas, representando alta de 4,9% em relação ao ano anterior. Ao longo de 2018, o agronegócio do Rio Grande do Sul exportou US$ 12,12 bilhões. O resultado é 5,26% superior ao de 2017. Em volume comercializado, também houve crescimento. Foram 21,650 milhões de toneladas, representando alta de 4,9% em relação ao ano anterior. Os dados estão no Relatório de Comércio Exterior do Rio Grande do Sul, divulgado pelo Sistema Farsul na quinta-feira, dia 31/01. O grupo Complexo Soja teve importante

VER NOTÍCIA
Foto
25 jan

Cafés diferenciados do Brasil aumentam exportações em

Volume exportado dos cafés diferenciados – 5,637 milhões de sacas de 60kg – arrecadou US$ 1,009 bilhão de receita cambialAs exportações brasileiras de cafés diferenciados no período de janeiro a novembro de 2018 tiveram um crescimento de 27,16% em relação a 2017, atingindo 5,637 milhões de sacas de 60kg. Com esse desempenho, o volume exportado dos cafés diferenciados nos 11 primeiros meses de 2018 gerou US$ 1,009 bilhão de receita cambial para nosso país, tendo atingido um preço médio de US$ 178,98 por saca exportada. Esse preço médio foi 33,9% superior ao preço

VER NOTÍCIA
Foto
17 jan

Conheça Tereza Cristina - Ministra da Agricultura

Atual presidente da Frente Parlamentar Agropecuária do Congresso Nacional, conhecida como a bancada ruralista, Tereza Cristina foi indicada pela FPA para o cargo. Ela é engenheira agrônoma e empresária. Teresa Cristina Corrêa da Costa Dias, ou simplesmente Tereza Cristina é uma engenheira agrônoma, empresária e política brasileira filiada ao DEM, nascida em Campo Grande, no dia 6 de julho de 1954. Formou-se em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa em Minas Gerais e trabalhou nas fazendas da família por 10 anos. Após esse período foi convidada para trabalhar

VER NOTÍCIA
Foto
09 jan

Milho: área plantada em Goiás cresce 25% na primeira safra

Com clima e preços colaborando, produtores do estado têm investido no grão e já o veem como boa opção para a temporada de inverno de 2019 A área plantada com milho em Goiás cresceu 25% na primeira safra, apontam dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A expectativa de produtividade média é de 133 sacas por hectare. De acordo com o consultor técnico da Federação da Agricultura de Goiás (Faeg), Pedro Arantes, se não houver nenhum problema de veranico, a produção deve atingir 2 milhões de toneladas. Além das boas condições do clima, a cotação da saca também

VER NOTÍCIA